Meu Primeiro Crème Brûlée

5 May

20120505-045731.jpg

Dia de ovo!

Hoje (que mentira, foi há um tempão atrás! Mas vou continuar escrevendo ‘hoje’ em todos os posts, até a hora que eu estiver tão atualizada aqui que será verdade!)

foi o dia de aprendermos a fazer os cremes de base, além de coulis de frutas (geléia decorativa) e tuiles (aquela casquinha tipo do coppa Piola). O creme brulee é tipo um “pudinzinho” de ovo e creme, tem um sabor parecido com pudim de leite do Brasil. Por cima, vai açúcar – que pode ser de qualquer tipo – e depois é caramelizado com o blow torch (não sei o nome em português), mas é tipo um maçarico para culinária. O creme caramel é praticamente o próprio pudim de leite, enquanto o creme anglaise é uma calda bem com gostão de ovo.

Bom, chegamos na cozinha e o Chef N dividiu o grupo em 2: metade faz o creme caramel, a outra metade faz creme brulee. Uma das metades prepara massa de Tuiles e a outra prepara o Coulis de frutas. Todos fazem o creme anglaise. Ei fiquei com creme anglaise e tuiles.

Primeiro passo foi prepararmos o creme brulee/caramel. Ambos tem que ser assados em banho-maria, por isso preparamos por primeiro. O creme brulee não tem muito segredo nao. Na realidade é superfácil, o problema fica na hora de assar pra não passar do ponto e na hora de caramelizar – a crosta tem que ficar de cor homogênea, não podem ser visíveis cristais de açúcar. Mas a decoração será feita na semana que vem. Terminamos o creme e colocamos numa bandeja para ir ao forno.

Agora é a vez do creme anglaise. Esse eu tinha treinado em casa no dia anterior, mas nao sabia se tinha ficado da consistência certa. Esse creme parece ser super fácil de fazer, mas é muuuuito tricky: se passar um pouquinho do ponto, já era! De repente você ganha é um ovo mexido de baunilha! A proteína começa a coagular e tchanaaa! Então eu tirei do fogo bem antes do que eu pensava estar pronto – e não é que foi o ponto perfeito?? Chef N ficou super satisfeito com meu creme anglaise.

Depois foi a vez da massa de tuiles. Essa massa é fácil de fazer, não tem erro mesmo – só se a receita estiver errada. É pouco ingrediente pra bastante resultado. Na próxima aula vai ser a vez de assarmos e moldarmos as “casquinhas”. Chama-se tuiles (telha, em francês) pelo seu formato – originalmente parece-se com uma batata pringles, que se parece com uma telha.

Cremes cozidos, coulis e tuiles prontos. Tudo é guardado para semana que vem, que faremos as decorações dos cremes com tuiles, coulis e chocolate derretido, além do medonho caramelo de açúcar… Sim, medonho!!!

Essa aula foi bacana – acho que Chef N é meu favorito – nunca entro em pânico nas aulas dele. Tive um feedbakc super positivo hoje. Eba!

Pringles… Acho que quero comer pringles! E essa foto é da aula seguinte já!

Advertisements

2 Responses to “Meu Primeiro Crème Brûlée”

  1. Marina Yumi Fujiname May 5, 2012 at 10:30 pm #

    eba, post novo!

    e sobre pringles, achei uma batata da marca do walmart no Brasil que é salt and vinegar!!!!! só que acho que um monte de gente gosta, porque é o sabor que sempre acaba primeiro no supermercado!

  2. Uiara May 22, 2012 at 12:51 am #

    Cris! Minha sobremesa favorita!!!! Creme Brulee!!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: